• vitorleal7

Um artigo que não foi

Atualizado: 26 de out. de 2021

Recentemente fui chamado pela editora Chiado a fornecer um texto sobre liberdade. Perdi o prazo, o texto não foi para a Antologia, mas continuou comigo.

Bom, se ele não viajou de avião comercial, pode voar aqui com as próprias asas, em voo solo. Segue abaixo.

POUSO LIVRE

O passarinho pousou

Achou a liberdade debaixo daquelas asas

Permitiu ser observado

Veja só

Acomodou aquelas asas flutuantes

Mas de uma plumagem cinza pesada

Firmou-se na árvore

Depois abriu-as para ser visto belo

Há tempos as usava como capa.

Hoje não. Pode ser visto.

No(u) detalhe!

Tirou-se da própria sombra

As penas arco-íris não lhe retiravam mais as garras

Descobriu pela primeira vez que voar

Levava à liberdade

Não ao medo. Não à fuga

Foi ser quem era. Quem sempre quis ser.

Pousou livre.


VITOR LEAL


4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo